Posts tagged "Competitividade"

Nem frágil, nem resiliente: antifrágil

4 de outubro de 2018 Posted by Negócios, Pessoas 2 thoughts on “Nem frágil, nem resiliente: antifrágil”

A ideia de que a resistência aos impactos externos é a melhor característica para empresas e líderes está caindo por terra. Aproveitar-se do caos é o novo caminho para crescer.

Desde que o mundo é mundo a fragilidade é, o mais das vezes, uma característica que ameaça a integridade de um objeto ou a sobrevivência de um indivíduo. Aquilo que se rompe, quebra ou deforma com facilidade, ou aquele que não resiste aos impactos de um agente externo, geralmente está em desvantagem. Onde impera a lei do mais forte, a fragilidade é uma condenação ao fracasso.

O que vale para objetos e indivíduos, vale também para os negócios. É consenso que um empreendimento frágil, sobretudo na selva de um mercado dinâmico e competitivo como o dos dias de hoje, tem bem menos chances de prosperar. Da mesma forma que é corrente há décadas a opinião de que a característica desejável é a resiliência, ou seja, a capacidade de resistir às pressões e ao inesperado sem sofrer alteração.

O escritor libanês Nassim Nicholas Taleb subverte essa lógica ao publicar, em 2012, o livro “Antifrágil: coisas que se beneficiam com o caos”. Nele, Taleb propõe o neologismo que dá nome ao livro como a característica daquilo que não somente resiste aos eventos adversos, mas evolui a partir deles. Para ele, entender a resiliência como o oposto de fragilidade é o mesmo que dizer que o contrário de negativo é neutro.

A natureza nos dá exemplos de antifragilidade. Nosso sistema imunológico combate uma contaminação criando anticorpos para neutralizar o vetor que a causou e é capaz de estabelecer barreiras para futuros ataques. Em outras palavras, torna-se melhor a partir de uma ameaça. Uma grande floresta naturalmente sofre pequenas queimadas, essenciais para eliminar material inflamável que, se acumulado, causaria um grande incêndio. Portanto, aproveitam-se de um pequeno revés para evitar uma tragédia.  

A antifragilidade é, para o autor, uma característica essencial para empresas e líderes, pois permite sua sobrevivência competitiva e estimula seu desenvolvimento. Segundo ele, o sucesso hoje passa, necessariamente, pela adoção de uma postura antifrágil.

O blog de ideias da GoToData

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn