Posts in Sem categoria

Sucesso marca lançamento do livro Dynamic Mindset

17 de julho de 2019 Posted by Sem categoria 0 thoughts on “Sucesso marca lançamento do livro Dynamic Mindset”

CEO da GoToData é co-autora de livro sobre a ressonância da transformação digital nos negócios, na economia e na sociedade.

O lançamento do livro Dynamic Mindset – Ideias instigantes que transformam” reuniu centenas de pessoas em Porto Alegre. A coletânea é um projeto do Instituto Dynamic Mindset, com organização da jornalista Patrícia Knebel, e traz artigos de um time de mindsetters, entre eles a CEO da GoToData, Paula Oliveira, que também assina outras obras, tais como “A cadeia de valor  em saúde – Propostas para reorganizar a atenção suplementar no Brasil” e ” Modelos de negócio para operações em redes colaborativas”.

O livro está disponível para compra aqui.

De sua autoria, o texto “Sobre robôs, guerras, cartas de amor e esperança” abre a obra e inicia as discussões do grupo sobre o tema da Inovação. O artigo aborda o impacto da inteligência artificial na política e na economia mundial, ressaltando os riscos e os benefícios da nova tecnologia.

Em outro texto presente na obra, intitulado “Quem mexeu nos meus dados?“, Paula discute os limites de privacidade nos tempos atuais, questões relacionadas à propriedade e responsabilidade pelos dados pessoais, bem como aspectos relacionados à Lei Geral de Proteção dos dados (LGPD). Outros textos da autora estão espalhados pelos capítulos Liderança, Sociedade e Empreendedorismo.

Durante o evento, Paula integrou o time de cinco especialistas que ministraram palestras provocativas e dialogaram com o público sobre as transformações em curso no mundo dos negócios, na economia, na sociedade e no mercado. Para ela, a oferta massiva de dados ampliou o conhecimento humano e, ao mesmo tempo, impôs novos desafios às estruturas sociais. Se, por um lado, tornou-se possível coletar, armazenar e processar grandes conjuntos de dados, por outro deve-se zelar pela segurança dessas informações, o que se torna cada vez mais desafiador. Citando a recente revisão conceitual de Inteligência Artificial pela União Européia, a CEO destacou a convergência com os métodos de Agile Data Science presentes também nas ofertas do portfólio da GoToData.

Realizado no Instituto Ling, em Porto Alegre, na noite de 9 de julho, durante o ciclo de palestras Dynamic Mindset #2, o evento contou com cerca de 300 participantes.

“O Dynamic Mindset procura abordar e oxigenar o humano, através de ideias que permitam transformar cada um de nós em um novo player, preparado e capacitado para entender e lidar com vantagem na velocidade exponencial de mudanças e ressignificâncias em que estamos inseridos e vivemos”, explica o idealizador e head do Instituto Dynamic Mindset, Cesar Cavalheiro Leite. Presidente do Grupo Processor.

Foram autores do livro Dynamic Mindset – Ideias instigantes que transformam”: Adriano Amui, Alessandro Spiller, Cesar Leite, Cris Jungmann, Leandra Zamboni, Letícia Batistela, Patrícia Knebel, Paula Oliveira, Percival Puggina, Sebastião Ventura e Soraia Schutel.

Novo livro incentiva reflexão sobre a sociedade data-driven

8 de julho de 2019 Posted by Sem categoria 0 thoughts on “Novo livro incentiva reflexão sobre a sociedade data-driven”

Paula Oliveira, Founder da Gotodata, é uma das autoras da obra “Dynamic Mindset – Ideias instigantes que transformam”.

O que esperar de um mundo em que os dados são ativos estratégicos disputados por corporações e governos, e cada vez mais abundantes e acessíveis? Avanços tecnológicos podem causar mudanças aceleradas nas sociedades, impactando a vida das pessoas e empresas em temas como inovação, liderança e empreendedorismo. Com lançamento dia 9 de julho, o livro Dynamic Mindset – Ideias instigantes que transformam apresenta um conjunto de textos com foco nestas questões. Paula Oliveira, Founder da Gotodata, é uma das autoras, com textos sobre inteligência artificial, transformação digital e segurança.

Com organização de Patricia Knebel, o livro procura abordar e oxigenar o humano através de ideias que permitam transformar cada um de nós em um novo player, preparado e capacitado para entender e lidar com vantagens na velocidade exponencial de mudanças e ressignificâncias em que estamos inseridos e vivemos.

O lançamento do livro faz parte do ciclo de palestras Dynamic Mindset #2, em Porto Alegre (RS). O evento é gratuito, mas é necessária inscrição prévia (informações aqui). O encontro convida o participante à reflexão, por meio de apresentações de especialistas, pesquisadores, empresários e pensadores contemporâneos, como Cesar Leite, Adriano Amui e Letícia Batistela. Data Driven Business & Society é o tema da palestra de Paula Oliveira.

O livro pode ser comprado online, aqui.

As máquinas caça-talentos

5 de julho de 2019 Posted by Pessoas, Sem categoria 0 thoughts on “As máquinas caça-talentos”

Inteligência artificial desponta como recurso estratégico das áreas de Recursos Humanos e Gestão de Pessoas.

As ferramentas de Inteligência Artificial (IA) têm demonstrado capacidades de identificar padrões de comportamento e preferências, traçar perfis e estabelecer projeções das mais variadas. Essas possibilidades vêm sendo, dia após dia, mais frequentemente incorporadas aos ambientes organizacionais, como forma de otimizar processos e alavancar resultados.

Uma das inserções que vem ganhando destaque acontece no setor de recursos humanos ou gestão de pessoas. Segundo pesquisa da consultoria Gartner, 23% das empresas analisadas que têm projetos piloto ou já implementaram funcionalidades de IA, fazem uso da tecnologia no setor de RH e recrutamento. 

Quando se fala na aquisição de novos talentos para as organizações, comumente menciona-se a possibilidade de que processos baseados em IA possam contaminar a seleção com preconceitos e discriminação, como já mencionamos em outro artigo. Mas já há um esforço em minimizar essas interferências e não parece haver a intenção de que a seleção venha a ser um dia totalmente automatizada, sem a intervenção humana. 

Os recursos de IA são utilizados para análise de mercado, identificação de competências, detecção de habilidades correspondentes, entre outros aspectos, que fundamentam as etapas seguintes de seleção. O uso desse expediente é essencial, por exemplo, em empresas de grande porte, que recebem grande volumes de candidatos e contratam muitos colaboradores, bem como na busca de profissionais especialistas ou de perfis raros e específicos. 

A IA também ajuda a vasculhar a comunicação organizacional, por meio de processamento de linguagem e análise textual, para obter insights sobre o clima organizacional, eventuais insatisfações ou fatores desmotivantes. “Como exemplo, ao analisar os comentários compartilhados em uma pesquisa de engajamento de funcionários, uma organização conseguiu descobrir que uma queda no engajamento de um grupo de funcionários se devia a problemas com o uniforme de trabalho – algo que podia ser corrigido direta e facilmente. Isso ajudou a organização a evitar atritos desnecessários, caros e indesejados ”, comenta Helen Poitevin, vice presidente de pesquisa da Gartner. 

Outra possibilidade, essa ainda mais incipiente que as demais, é a utilização de assistentes virtuais de RH. Fazendo uso de chatbots e ferramentas semelhantes, as organizações podem fornecer respostas a consultas de colaboradores, gerar insights sobre métricas da área ou conduzir algumas etapas do fluxo de trabalho do setor. 

São sinais dos tempos: Se, com o avanço da tecnologia, seu chefe pode ser um algoritmo, saiba que o RH da sua empresa – ou melhor, parte dele – também pode. 

Inovações digitais e criatividade para levar mais saúde para mais pessoas

27 de junho de 2019 Posted by Sem categoria 1 thought on “Inovações digitais e criatividade para levar mais saúde para mais pessoas”

Soluções de Data Science para acelerar a transformação digital e fomentar o propósito de levar mais saúde para mais pessoas foram as marcas registradas de mais uma etapa do projeto Qualirede Go.

Muita criatividade, superação e, principalmente, resultados marcaram mais uma etapa do projeto Qualirede Go, em Florianópolis, esta semana. Com foco na aceleração do processo de transformação digital, os pitches foram um sucesso e demonstraram a capacidade dos changemakers do time Qualirede em ir muito além do convencional para levar mais saúde para mais pessoas.

As propostas fizeram sucesso. “Estamos encantados com os resultados que transformação digital está trazendo para a Qualirede!! Superou a expectativa!!! A GoToData tem uma equipe super competente que está mudando o mindset do nosso time!!!”, destacou a CEO da Qualirede, Paula Bianca Minikovski Coelho, que participou de todas as apresentações, mostrando-se parte de um time obstinado na busca por melhores resultados de saúde para o Brasil.

Os times trabalharam duro para idear soluções digitais que transformam dados em ativos estratégicos para a empresa. Durante a jornada, foram horas e horas de pesquisa, análise de ferramentas de mercado, provas de conceito, prototipagem e, finalmente, a linha de chegada que valeu a pena. Entre vídeos, práticas circenses, música e descontração, a Qualirede mostrou que é possível unir resultados e harmonia, mesmo num mundo VUCA.

“Os times se superaram. Evoluíram muito, demonstraram ter internalizado e vivenciado a inovação intensamente e por completo. Estão prontos para ser os changemakers da empresa. Vi oportunidades reais de negócio surgirem em ótimas propostas.”, analisou Leandra Zamboni, parceira de negócios da GoToData.

Em implantação desde o segundo semestre de 2018, o projeto Qualirede Go tem o objetivo de acelerar a transformação digital da empresa.

Com atuação nacional e mais de 800 mil vidas em Third-party Administration (TPA) full, o Grupo Qualirede é líder no mercado de saúde.

Entusiasta dos princípios de Agile and Responsible Data Science, a GoToData desenvolve aplicações de Data Science minimamente invasivas para os negócios e potencializadoras do impacto positivo na vida das pessoas. Seja nos projetos, nos Squads de Data Science ou em seu portfólio de produtos, esses são pontos centrais das ofertas GoToData que fomenta uma nova forma de transformar dados em resultados para além do lucro.

Sobre bancos, dados e bancos de dados…

25 de junho de 2019 Posted by Negócios, Sem categoria, Tendências 0 thoughts on “Sobre bancos, dados e bancos de dados…”

Dados bancários pertencem aos clientes e não às instituições financeiras.

É cada vez mais claro para o mercado a importância dos dados para os negócios. Todos os dados, embora nem sempre seja fácil para o usuário perceber o valor de um like descompromissado ou de um “Aceito os termos” clicado automaticamente. Dinheiro, entretanto, muda o jogo e pensar nos dados bancários e financeiros nos ajuda a entender: são informações de valor real e visível.

Há uma disputa de conceitos sobre como lidar com esta mudança. Uma corrente defende o mais amplo e diversificado uso de dados para a maior comodidade dos usuários, e outra alerta para o fato de que eles pertencem a estes usuários e, por isso, devem servir a eles e serem protegidos.

Um dos setores com maior resistência a liberar o acesso é o financeiro, com seus vastos e preciosos bancos de dados sobre os clientes. Uma nova tendência, consolidada no Reino Unido e em crescimento nos Estados Unidos, Austrália, Japão e União Europeia, promete mudar esse panorama. Com o chamado “open banking”, os dados armazenados por um banco poderão ser compartilhados com outras instituições financeiras, como startups e fintechs, bem como ser migrados para outros bancos com facilidade. 

O Banco Central do Brasil publicou em abril um comunicado apontando as diretrizes para a regulamentação do open banking no Brasil. A normativa determina quais dados devem ser compartilhadas, em um primeiro momento entre instituições financeiras, tais como dados cadastrais, informações sobre transações, aplicações financeiras, produtos e serviços oferecidos, entre outros. A implementação concreta dessa modalidade, de acordo com o plano do BC, deve começar apenas no segundo semestre de 2020. 

Embora não plenamente regulamentado, o open banking já tem seus exemplos no Brasil. O Banco do Brasil permitiu a partir de 2017 a integração com o Conta Azul, sistema de gestão online de finanças para pequenas empresas, e o Bxblue, que compara opções de crédito consignado. Apps de screen scraping, também se estruturam nessa lógica, para permitir a seus usuários visualizar informações sobre contas e cartões.

Gotodata patrocina evento para desenvolvedores

12 de junho de 2019 Posted by Sem categoria 0 thoughts on “Gotodata patrocina evento para desenvolvedores”

A Gotodata é patrocinadora das trilhas e workshops do The Developer´s Conference (TDC) 2019, em Belo Horizonte. Considerado um dos maiores eventos direcionados ao desenvolvimento de software no Brasil, o TDC 2019 conecta especialistas, profissionais e empresas em uma série de encontros.

As trilhas são eventos independentes, com duração de um dia, apresentando de 7 a 14 palestras sobre um tema específico. Este ano, as trilhas abordarão temas como Internet das Coisas, Transformação Digital, Big Data, Java, Python, Data Science, Devops e outros.

O participante escolhe seu tema favorito e, depois de se inscrever, pode assistir às diferentes palestras da trilha, todas relacionadas ao tema escolhido. São 7 slots de 50 minutos cada, com palestras de 15, 25 ou 50 minutos. Os inscritos também podem participar da trilha Stadium, com uma seleção de palestras do dia e apresentadas no auditório principal. Fica a dica: as trilhas stadium contam com transmissão ao vivo e gratuita. Acompanhe aqui.

Os wokshops duram 3 horas cada e abordam assuntos específicos, de forma aprofundada e prática. Serão três workshops, com temas como times ágeis, lean requirements e métricas.

O TDC 2019 Belo Horizonte vai de 13 a 15 de junho, no campus Buritis da UNIBH, das 10h às 19h. Confira a programação completa e outras informações aqui.

A iniciativa de apoiar o evento faz parte da estratégia da Gotodata de incentivar o rico ecossistema de tecnologia concentrado em Belo Horizonte, sede de diversas startups internacionalmente reconhecidas. Com foco na transformação digital, a Gotodata investe no desenvolvimento de soluções de alto impacto em data analytics.

O cibercrime e os limites da cibersegurança

7 de junho de 2019 Posted by Sem categoria 0 thoughts on “O cibercrime e os limites da cibersegurança”

Os crimes online e a segurança de dados e sistemas são assuntos de primeira ordem atualmente.

O Cibercrime é uma das preocupações mais recentes para quem lida com segurança. Afinal, existem várias possibilidades dessa prática e há várias vítimas em potencial.

Vamos apresentar neste artigo as previsões de prejuízos do cibercrime e as possibilidades de prevenção a partir do Relatório Cybersecurity Ventures. Esta empresa é líder mundial em pesquisa referente à cibersegurança e realiza previsões e estudos de investimentos, seja para empresas e até mesmo governos.

Diante do aumento do número de casos e da sofisticação dos ataques, conhecer mais sobre cibersegurança é vital para qualquer negócio. No final do ano de 2018, a famosa rede de hotéis Marriott teve o dado de 500 milhões de contas de usuários vazadas, e este é somente um dos exemplos de como esta questão pode afetar diretamente a sua vida e seus negócios.

As previsões do cibercrime

Segundo a Cybersecurity Ventures haverá 6 bilhões de usuários de internet até 2020. Assim, projeta-se que os crimes também aumentarão. Em 2021, a previsão é de que meio bilhão de dispositivos portáteis online serão comercializados. Sendo que em 2017 esse número atingiu 310 milhões.

A produção de dados também crescerá imensamente. Se em 2016 o volume era de quatro bilhões de terabytes, em 2020, espera-se 96 zettabytes na rede. A escala é exponencial: o terabyte possui 1012 de bytes, enquanto o zettabyte possui 1024.

Todo esse volume de dados e os sistemas que os armazenam e processam estarão propensos a serem atacados. Afinal, não há espaço 100% seguro na internet, mas sim pontos, digamos, menos desprotegidos.

Vulnerabildade

Assim, com tanta produção, é inegável que aumenta-se também a vulnerabilidade. Os ataques hackers irão atingir não somente os computadores, mas até mesmo dispositivos médicos como os marca-passos e desfibriladores.

Por mais que se acredite que medidas como a biometria, seja da íris dos olhos ou das mãos, irão garantir maior segurança aos seus dados, essas informações ainda circulam pela internet. Assim, há um limite na segurança que esses mecanismos podem oferecer. Como se sabe, todos os dados que circulam são passíveis de serem hackeados.

A segurança e a IoT

Com a popularização da Internet das Coisas (IoT – do inglês “Internet of Things”), boa parte do nosso dia-a-dia estará também exposto a algum tipo de ação hacker. Por isso, é importante buscar garantir que exista segurança para todos os âmbitos de sua vida em rede. Até mesmo uma geladeira inteligente, um dos expoentes básicos da IoT, pode ser hackeada hoje em dia.

Pensando nisso, em Londres já existe a IoT Security Foundation, uma fundação voltada às questões de segurança que busca desenvolver soluções e estabelecer os princípios nesse segmento.

A previsão é que os gastos planetários com segurança deverão ultrapassar 1 trilhão de dólares entre 2017 a 2021. Portanto, o mercado de cibersegurança também deve sofrer um crescimento vertiginoso.

Para evitar o cibercrime

Para garantir uma segurança mínima, sobretudo para organizações de qualquer porte, é interessante a busca por uma empresa que tenha conhecimento na área e preste tal serviço. Menosprezar esse contexto é não atentar-se para o crescimento dos cibercrimes.

Investir na cibersegurança, se não extingue completamente os riscos, retira você e sua organização da lista das vítimas de maior potencial. Não deixe de avaliar corretamente e invista neste ponto.

E não deixe também de acompanhar nosso blog para sempre estar atualizado das novidades sobre a cibersegurança e outros temas referentes à área.

Tecnologia e dados aceleram inovação digital

23 de maio de 2019 Posted by Sem categoria 0 thoughts on “Tecnologia e dados aceleram inovação digital”

Qualirede investe em programa de transformação digital orientado pela GoToData.

Equipe da Qualirede durante atividade do programa de transformação digital

O investimento em soluções de negócio baseadas em análise de dados é estratégico para a sobrevivência e evolução das organizações no curto prazo. É um momento de decisão no processo de transformação digital, com crescente aporte em tecnologias de nova geração, aponta pesquisa com mais de 3.000 executivos de 89 países. No Brasil, despontam iniciativas como a do Grupo Qualirede, reconhecido pela expertise na área de gestão em saúde e com atuação nacional. A empresa investiu no programa de aceleração da inovação digital da GoToData, em desenvolvimento desde o final de 2018.

O programa tem como objetivo apoiar a Qualirede no processo de transformação digital. “Nosso foco é a aceleração da inovação por meio do desenvolvimento de soluções de negócios intensivas em tecnologia e na análise de dados”, explica a CEO e founder da GoToData, Paula Oliveira.

São cinco ciclos: Transformação digital; Jornada digital ponta-a-ponta para o cliente; Relacionamento digital com a rede prestadora; Novos modelos de negócio para novos mercados; Produto empresarial. Participam de cada ciclo um média de 55 colaboradores, de todo o Brasil, em encontros presenciais e a distância.

A cada encontro, além do aporte de conhecimento, os participantes trabalham com o grid de soluções, no qual produtos e serviços digitais já em uso são analisados. As equipes buscam registrar e identificar o papel da tecnologia e da modelagem de dados nestes processos, como o modelo dinâmico de precificação do Uber, entre outros.

Esta metodologia também será aplicada nos ciclos da rede prestadora e em novos modelos de negócios. O percurso do design thinking à ideação é o foco deste primeiro momento, preparando a empresa para o investimento em prototipagem, desenvolvimento de MVPs (Minimum Viable Product) e escalonamento via growth marketing.

Em curso ao longo de 2019, o programa é uma das ofertas da GoToData, startup com foco em transformação digital por meio de soluções personalizadas, de alto impacto, sustentadas pelo uso intensivo de dados.

O blog de ideias da GoToData

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn