Blockchain é uma moda passageira?

11 de outubro de 2019 Posted by Data Science, Negócios, Tecnologia, Tendências 0 thoughts on “Blockchain é uma moda passageira?”

Tecnologia que sustenta as criptomoedas enfrenta os desafios da operacionalização.

 

Responsável por toda a onda em torno das criptomoedas, a tecnologia blockchain é (ou era) uma das mais promissoras em desenvolvimento nos últimos anos. Mas enfrenta uma crise: “Muitos de seus experimentos permanecem em estado experimental, não permitindo a construção dos esperados novos ecossistemas digitais”, afirma Avivah Litan, analista e vice-presidente da Gartner. A empresa, reconhecida por seu estudo de tendências em tecnologia da informação, divulgou esta semana seu já conhecido hype cycle atualizado para o blockchain, e as expectativas não são as melhores.

Enquanto diversas aplicações ligadas ao blockchain ainda estão entrando no “pico das expectativas infladas”, várias já se encaminham para o “fosso das desilusões”. Os dois termos são traduções livres dos estágios do ciclo de vida de uma tecnologia, que vai da concepção (o inonovation trigger) ao platô de produtividade (plateau of productivity).

O “pico das expectativas infladas” (peak of inflated expectations) é o momento em que as tecnologias não estão operacionais, mas muito se fala sobre elas, com pequenos avanços ganhando grande publicidade. Nós mesmos já participamos do hype, aqui. Outro caso é o dos smart contracts. Estes contratos à prova de falsificações permitem negociações entre desconhecidos, mesmo para transações de alto valor, e são simples o suficiente para permitir a eliminação de intermediadores, como advogados, corretores ou cartórios. Sim, um lindo sonho. Mas está tão distante da realidade que nem mesmo frustrados com eles nós estamos.

Não podemos dizer o mesmo de todo um conjunto de ferramentas ligadas às criptomoedas, como as plataformas de negociação e as carteiras virtuais. Estas tecnologias entraram no fosso das desilusões (trough of disilusionment). Os sistemas em funcionamento não entregaram o que prometiam e cada vez mais pessoas percebem que não será tão fácil como se imaginava.

Um dos estudos mais conhecidos sobre as dificuldades enfrentadas pela blockchain é o relatório apresentado pelos pesquisadores da Agência Norte-Americana para o Desenvolvimento Internacional, após avaliarem 43 experiências com blockchain. Nas palavras de Christine Murphy:

“Não encontramos nenhuma documentação ou evidência dos resultados. Também não encontramos lições aprendidas ou insights práticos, como costumam estar disponíveis para outras tecnologias em desenvolvimento. Apesar de todo o hype sobre como o Blockchain vai trazer transparência para processos e operações em ambientes de baixa confiança, a indústria em si é opaca.  Por isso, nossa opinião é a de que faltam evidências que embasem as declarações sobre o valor do Blockchain para os potenciais adotantes”.

Para a Gartner, entretanto, a chegada ao fosso das desilusões é apenas um passo necessário antes da assimilação da tecnologia pelo mercado. É o momento em que as apostas erradas são fechadas e os desenvolvedores efetivamente identificam o que funciona e o que não funciona. O relatório prevê que, em 2023, as plataformas serão escaláveis e interoperáveis, abrindo caminho para a disseminação de ferramentas em grande escala, a partir de 2028.

Tags: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog de ideias da GoToData

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn